A cada dia aumentam os casos de golpes pelo WhatsApp. A sua maioria se dá por contas clonadas que solicitam dinheiro aos contatos, passando-se pelo proprietário do perfil. Um levantamento da PSafe revelou que em 2020 mais de 5 milhões de brasileiros foram vítimas de crimes de clonagem de WhatsApp.

 

Como os golpes funcionam

As três principais formas de golpe são as redes sociais, ligações telefônicas e sites falsos. No primeiro caso, um perfil falso entra em contato com a vítima oferecendo, através de mensagens, uma promoção ou oferta tentadora. Dessa forma, o golpista passa a solicitar à vítima seus dados pessoais, inclusive o número de celular e um código que irá chegar em seu número. Esse código é o suficiente para que ele ative o WhatsApp em outro aparelho.

Já por ligação telefônica, o cibercriminoso liga para a vítima fingindo ser um operador de telemarketing, alguém famoso ou representante de alguma empresa oferecendo alguma oferta. Durante a conversa, o golpista acaba induzindo a pessoa a informar um código enviado por SMS para o seu número, ocorrendo o mesmo que acima.

Por fim, cuidado com os links falsos. Recentemente houve um aumento nos casos de clonagem através de um golpe em que o cibercriminoso se passava por um agente do Ministério da Saúde, realizando uma pesquisa sobre o Covid-19. A vítima era induzida a entrar em link, com um site falso e um QR Code para escanear, abrindo assim o acesso a sua conta.

 

Como identificar se sua conta do WhatsApp foi clonada

O primeiro sinal de que a sua conta pode ter sido clonada é se você perder o acesso em seu dispositivo. Se, ao abrir o aplicativo, aparecer alguma mensagem do tipo “Não foi possível verificar este telefone. Provavelmente, porque você registrou seu número de telefone no WhatsApp em outro aparelho” é um alerta de possível clonagem.

Outra forma de descobrir também se a sua conta foi clonada é através do WhatsApp Web. Às vezes o perfil pode estar sendo usado por essa plataforma, sem necessariamente ter sido registrado em outro aparelho. Para verificar se existem equipamentos conectados na sua conta prossiga com os seguintes passos:

 

Android:

1. Abra o aplicativo e clique nos três pontinhos no canto superior da tela.

2. Selecione a opção “WhatsApp Web”.

3. Confira a lista de aparelhos conectados. Caso não reconheça algum, clique para desconectar.

 

iOS:

1. Abra o aplicativo e clique em “Configurações”.

2. Clique em “Aparelhos conectados” e confira a lista.

3. Caso não reconheça algum, clique para desconectar.

 

 

Como aumentar a segurança do seu WhastApp

O primeiro passo é ativar a opção de confirmação de duas etapas e informar um PIN para a mesma. O PIN deve ser uma sequência de 6 números que não sejam tão óbvios como 123456 ou 000000. Caso o login seja feito em um novo aparelho, ele irá exigir esse PIN, e se a pessoa não souber, ela não irá conseguir ativar o perfil no aparelho novo.

 

Android:

1. Abra o aplicativo e clique nos três pontinhos no canto superior da tela.

2. Clique em “Configurações” e depois em “Conta”.

3. Selecione “Confirmação em duas etapas”.

4. Informe o PIN com 6 dígitos.

5. Cadastre um e-mail válido para que você tenha acesso, caso esqueça o PIN.

 

iOS:

1. Abra o aplicativo e clique em “Configurações” e depois em “Conta”

2. Selecione “Confirmação em duas etapas”.

3. Informe o PIN com 6 dígitos.

4. Cadastre um e-mail válido para que você tenha acesso, caso esqueça o PIN.

 

O que fazer se o seu WhatsApp foi clonado

Tente imediatamente cadastrar a sua conta no aparelho, seja no mesmo ou em algum emprestado. Poste em suas redes socais e avise aos seus contatos que o seu número foi clonado e que não respondam às mensagens.

Para recadastrar a conta basta seguir os passos indicados pelo aplicativo: informar o número, cadastrar o código recebido por SMS e já partir para a confirmação de duas etapas como demonstrado acima.

Se for solicitado um PIN, e você não lembra, basta informar o e-mail cadastrado para recuperar a senha. Porém, se você também não tem acesso a esse e-mail será necessário entrar em contato com o suporte do WhatsApp relatando o ocorrido. Forneça o máximo de informações que puder, inclusive com capturas de tela, e aguarde a resposta do suporte.

Outro caminho para o suporte é enviar um e-mail para support@whatsapp.com com o assunto “Perdido/Roubado: por favor desative minha conta +55 (código do Brasil) + DDD + Telefone”. Relate no corpo do e-mail o ocorrido. Em dentro de alguns dias sua conta será desativada e, após 30 dias, será possível reativá-la novamente.

 

Por fim, fica a dica. Recebeu uma mensagem suspeita de clonagem? Ou alguma ligação? Ou algum direct na sua rede social? Bloqueie imediatamente o perfil ou contato e denuncie-o. Caso queira também realizar o boletim de ocorrência pode ser de grande ajuda para que as autoridades policiais coletem mais dados e consigam combater com maior eficiência os inúmeros golpes diários.

 

Que tal, gostou deste artigo? Continue a acompanhar dicas como essa em nosso blog ou mídias sociais. E não deixe de compartilhar com seus amigos e ajudar o combate aos crimes virtuais.

BLOG - http://www.zeusautomacao.com.br/blog

INSTAGRAM – https://www.instagram.com/zeusautomacao/

FACEBOOK - https://pt-br.facebook.com/zautomacao/

Publicado em: 24/09/2021 às 09h36
Por: Itweb


; ;